Duas mulheres são presas em SC suspeitas de falsificarem exame toxicológico para caminhoneiros

Duas mulheres são presas em SC suspeitas de falsificarem exame toxicológico para caminhoneiros

Exames com resultado negativo eram vendidos para motoristas profissionais de caminhão e ônibus por três vezes a mais que o preço original, diz investigação.

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) deflagrou nesta terça-feira (22) a Operação Falso Negativo, que investiga um esquema de falsificação de resultados de exame toxicológico obrigatório para renovar a carteira de habilitação de caminhoneiros e motoristas de ônibus. Duas pessoas foram presas de forma temporária: uma auxiliar de laboratório localizado em Criciúma, e a sobrinha dela.

A estimativa é que pelo menos 40 testes já tenham sido fraudados. O exame capaz de identificar a presença de droga no sangue é obrigatório desde 2016 para tirar ou renovar a carteira nas categorias C, D e E.

De acordo com a investigação, as duas mulheres coletavam o cabelo de pessoas que não usavam drogas e mandavam para o laboratório que faz o exame em São Paulo, como sendo de caminhoneiros. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa das investigadas e num laboratório de análises.

Para o Gaeco, que investiga o caso desde janeiro, as duas falsificavam o exame e cobravam três vezes mais do que o preço normal: cada um custava cerca de R$ 1,2 mil, quando a média praticada no mercado é de R$ 250 a R$ 300.

“Ela conseguia lucrar, pessoalmente, R$ 1 mil por cada exame fraudado. Cada pessoa que consegue um exame desse fraudado é um motorista dirigindo sob efeito de drogas, colocando em risco toda a sociedade”, disse o A. F., delegado do Gaeco

No exame obrigatório são detectadas as presenças de maconha, cocaína, anfetaminas, metanfetaminas, ecstasy, opiáceos, codeína, femproporex, mazindol, oxicodona e anfepramona.

Fonte: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/gaeco-investiga-esquema-de-falsificacao-de-exame-toxicologico-para-cnhs-em-sc.ghtml

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>